Benjamin Patterson

Voltar à lista
  • Louise And Jerry
    Técnica mista
    Peça única
    84 X 92 X 92 cm
    2014

  • The Big Bang Muse
    Técnica mista
    Peça única
    68 X 38 X 38 cm
    2014

  • A Bright Idea
    Técnica mista
    Peça única
    54 X 36 X 24 cm
    2014

  • Buddha's Muse
    Técnica mista
    Peça única
    47 X 21 X 15 cm
    2014

Currículo
Benjamin Patterson é um musico americano, artista e é um dos fundadores do movimento Fluxus.
Nasceu um Pittsburgh em 1934.Frequentou a Universidade de Michigan entre os anos 1952 e 1956, onde estudou o contrabaixo, composição e direção de filme. Sendo um músico afro americano, era impossível que conseguisse um emprego na Orquestra Sinfônica dos Estado Unidos, por isso que ele começou a tocar com orquestras canadenses. 
Entre os anos de 1956 a 1960, o artista trabalhou como contrabaixista na Orquestra Sinfônica de Halifax (1956-57), também fez parte da Sétima Orquestra Sinfônica do Exército Americano (1957-59) e da Orquestra Filarmônica de Ottawa (1959-60). Em 1960 ele se mudou para Cologne na Alemanha onde se tornou um dos mesmo mais ativos e radicais na cena de musica contemporânea, focando suas atividades no estúdio Mary Bauermeister e “contra o festival”. Entre 1960 e 1962, ele tocou em Cologne, Paris, Venice, Vienna e em outras cidades como participante do Festival de Fluxus em Wiesbaden (1962).
Ao retornar a Nova York e finalizar seu mestrado no final de 1965, ele optou por se aposentar da arte para viver “uma vida normal”. Apesar do seu “afastamento”, ele participou da Bienal de São Paulo em 1983 e seus trabalhos podem ser encontrados nem exposições da Silverman Collection pelos Estados Unidos. Após largar as atividades artísticas, ele continuou sua carreira em arte. Ele trabalhou como gerente geral na Symphony of the New World (1970-72), como Diretor Assistente do Departamento de Cultura de Nova York (1972-74), como Diretor de Desenvolvimento para o Negro Ensemble Company (1982-84), e como Diretor Nacional para o Pro Musica Foundation Inc. (1984-86).
Em 1988 ele abandona sua aposentadoria com uma exposição solo de novas montagens e instalações na galeria Emily Harvey em Nova York. Ele também participou de vários festivais de Fluxus e em exibições do grupo. Entre 1988 e 2003, ele participou de nove exposições coletivas e 4 solos na galeria.
Patterson cita os artistas Robert Watts, George Brecht e Dick Higgins como sendo suas maiores influências. 
Suas exposições mais recentes são: Pianofortissimo (Milão e Genoa), Ubi Fluxus ibi Motus (Bienal de Veneza, 1990), Fluxus (Museion in Bolzano, Cortona, Volpaia, Bassano del Grappa), The Fluxus Constellation (Museum 'Arte Contemporanea di Villa Croce, Genoa), Wiesbaden Festival 2002, 4TFLUXUS (Paris), L'Avventura Fluxus (Museum of the Absurd – Castelvetro of Modena).